Um dia em Santa Teresa

Foto do bondinho de Santa Teresa
         Eu estudei quase a vida inteira em Santa Teresa e morei lá por alguns anos. Sou apaixonada por aquele pedacinho de Rio antigo e costumo dizer que a terra do famoso bondinho tem muito mais a oferecer. Por isso, resolvi criar esse post com uma sugestão de roteiro por lá. Se você tiver pouco tempo na cidade e quiser otimizar, uma boa sugestão é começar na Lapa (Arcos e Escadaria Selarón) e de lá subir para Santa Teresa, de bonde * ou de ônibus. Eu ensino isso tudo e dou as dicas da Lapa nesse post aqui.
* Infelizmente agora o bonde é pago e não é nenhuma miséria não. Custa R$20,00. Mas se você nunca andou e faz questão, acho que deveria andar sim.
             Salte no Largo dos Guimarães. Lá tem o Cine Santa – um cinema antigo de bairro – e várias lojinhas de artesanato, casas lindas e até uma mercearia à moda antiga. Para almoçar, indico o Bar do Mineiro, ponto super tradicional de feijoada e outros pratos típicos; o Simplesmente, também de comida brasileira, e a Adega do Pimenta, de comida alemã. O Restaurante Aprazível também é super recomendado, com uma vista incrível, mas os preços são bem mais altos.
 
          Depois do almoço, sugiro ir andando sem rumo mesmo, apreciando a arte urbana dos muros, as ruas de paralelepípedos e, se der sorte, ainda pegar o bonde. Vá indo em direção ao Largo do Curvelo e aproveite para conhecer o Parque das Ruínas, que é facilmente um dos lugares mais legais de Santa – como é chamada pelos íntimos, rs. A arquitetura do prédio é linda e a vista é incrível.
DSC_0112
DSC_0115
            Se você for do meu time e tiver bastante disposição, pode esticar o dia e curtir o fim de tarde e início da noite por lá. Um possível roteiro de bares é começar no próprio Bar do Mineiro, ou melhor, na calçada em frente a ele e ao Simplesmente. Ali costuma ter um burburinho de gente, especialmente de quinta a domingo.  Para beber barato, o melhor lugar é o Sobrado das Massas ou Estação do Chopp (eles atendem pelos dois nomes, rs), do lado do Largo do Curvelo. A cerveja Original 600 ml é R$8,00 lá! (Fevereiro 2017).
              Seguindo na direção oposta ao Largo do Curvelo, para a Rua Áurea, encontra o Bar do Gomes, outro bar imperdível. Ali muitas vezes rola um som improvisado da galera que mora por ali e a boa é beber em pé mesmo. O interior do bar é uma atração à parte, lembrando os bares antigos. No caminho, ainda passa pelo Hotel Santa Teresa, aonde tem o charmoso Bar dos Descasados, mas que é mais romântico e com preços pouco convidativos.
              Ah, e aos sábados, a partir de 19h, tem o Samba dos Guimarães, no Mercado das Pulgas. Acompanhe a agenda e outras informações do samba pela página no Facebook.
                Caso você não tenha tempo ou energia suficiente para fazer isso tudo, divida o dia em turnos (manhã – tarde – noite) e faça apenas dois deles, mas não deixe de conhecer Santa Teresa em seus dias no Rio 😛

Importante: em Santa Teresa não tem banco (o único 24h fica dentro de uma farmácia ao lado do Bar do Gomes, na Rua Áurea) e nem posto de gasolina.  Se for subir com seu próprio carro, preste atenção aos trilhos do bonde, especialmente se estiverem molhados.

-> Veja também o roteiro: um dia na Região Portuária do Rio.

7 comentários Adicione o seu

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *